Falta de um dispositivo Poka Yoke na Formula 1 - Machuca Mecânico da equipe Ferrari


Incidente que causou problemas no abastecimento do Brasileiro Felipe Massa no grande premio da China em 2007, é mesmo dispositivo que causou grave acidente ao mecânico da equipe Ferrari no grande premio do Baren em Abril 2018.
Em 2007 Felipe Massa ainda era piloto da escuderia Ferrari, e um erro no acionamento das luzes que liberam o carro dos boxes foi decisivo para a prova da época.
Como consequência ele saiu antes do final dos trabalhos do pit stop, e um dos processos de abastecimento não havia terminado, e a mangueira de combustível ficou presa em seu carro e ele perdeu muito tempo.
Este erro tirou as chances de disputa do Brasileiro do titulo do mundial de pilotos em 2007. E graças a deus não machucou ninguém!
Este sinal luminoso, é um dispositivo que foi adotado em substituição ao pirulito utilizado anteriormente na temporada de 2007.
O 'pirulito' era um tubo com uma chapa na ponta, no formato de um pirulito gigante.
Era um dispositivo muito comum, e utilizado para marcar a saída dos pilotos dos boxes, descia e subia na frente dos olhos do piloto, mostrando quando ele poderia sair ou não do pit stop.
Na imagem abaixo ilustra o equipamento.
O pirulito manual quando foi substituído em 2007 , pelo NOVÍSSIMO pirulito eletrônico, uma especie de semáforo acionado por controle remoto por um mecânico ao lado.
Deixando este processo sem uma gestão visual, conforme era anteriormente, (a subida e descida do pirulito).
Isso gerou mais velocidade a informação enviada ao piloto, e muitas chances de acontecer problemas.
O Pit stop mais rápido da formulá 1 é de 1S89 do Brasileiro Felipe Massa com a Willians no grande premio do Baku em 2016 o mesmo tempo que a equipe RBR conseguiu no GP dos EUA de 2013.
A evolução dos tempos para as trocas de pneus foram tão rápidas, que em um piscar de olhos praticamente o carro entra e sai dos boxes.
A falta de dispositivos a prova de erros para garantir a segurança dos mecânicos que operam estas funções não seguiu a mesma velocidade das outras tecnologias aplicadas aos carros.
Por que?
Estamos em 2018, e ainda não existem nenhum dispositivo que impeçam os pilotos de passarem por cima de seus mecânicos em um pit stop.
E foi justa mente isso que aconteceu no grande premio de hoje no Baren.
Kimi Räikkönen passou com a roda encima da perna do mecânico da própria escuderia, que fraturou a perna esquerda.
O mecânico foi atingido pela roda traseira esquerda do carro do finlandês.
Assim que as LUZES DO PIRULITO ELETRÔNICO foram acionadas, antes do tempo, não dando tempo do mecânico, sair da posição de risco.
Deixo registrado neste artigo hoje minha grande indignação e questionamento.
Afinal quanto vale a vida de um piloto, mecânico ou membro do mundo da Formula 1?
Existem sistemas chamados de Poka Yoke, que são dispositivos a prova de falha que vem sendo aplicados na industria para eliminar os erros de vez.
Muito utilizado também na engenharia aeroespacial.
Peço a escuderia Ferrari que junto com seus colaboradores, realizem um grande KAIZEN em seus processos e desenvolvam Poka Yokes no processo do Pit Stop, isso pode salvar uma vida.
Pensem nisso! Arrivederci Ferrari
KAIZEN = processo de melhoria continua.


Posts Recentes

Since - 10.09.2016